Blog

Pesquisar no Site



Operações de campo da construção civil, mineração, portuárias, de agronegócio, entre outras, não são brincadeiras de criança!

O trabalho em condições extremas, com máquinas pesadas, caminhões de grande porte estão inseridos em contextos que exigem cuidados, principalmente aos profissionais em atuação, mas também às ferramentas de apoio ao trabalho.

Quando a tecnologia entrou em ação para facilitar o ‘trabalho pesado’, essa exigência aumentou: imagine o prestador de uma empresa realizando a ação de prospecção mineral e utilizando-se de um tablet para auxílio na coleta de informações. Enquanto ele manuseia o dispositivo, fragmentos de minérios são, possivelmente, lançados, atingindo o equipamento. Isso acontece, e com frequência, não só no setor de mineração mas em diversos outros ambientes de trabalho mais adversos.

Pensando nestas situações, foi lançado no mercado em 2015, o Turtur Case - um case sem ‘firulas’, cores vibrantes ou personagens infantis. Produzido em material dificilmente quebrável -ABS de alto impacto, santoprene e policarbonato, o Turtur case foi desenvolvido para proteger dispositivos em condições de trabalho difíceis. Sua estrutura robusta proporciona elevado nível de proteção ao tablet e, consequentemente, às informações coletadas através do dispositivo. O Turtur Case de fato protege os dispositivos de sua operação. O resto, é maquiagem!

Entre em contato com a equipe de vendas e conheça mais sobre o Turtur Case:

Tallys Marotti

Telefone: (16) 9 9199-1018

Skype: tallys.korth.br

e-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Turtur Case

Compartilhe esse post

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to Twitter


Com mais operações de commodities, para lucrar com safra, produtor deve investir em tecnologia para reduzir custos e ampliar produção

A quebra da safra argentina de soja, ocasionada pelo longo período de estiagem naquele país, mudou o cenário comercial desta oleaginosa em todo o mundo.

 

De um lado, produtores vizinhos da Argentina comemoram, como o Mato Grosso do Sul por exemplo, que viu as vendas do produto crescerem 352% entre janeiro e março deste ano, em relação ao mesmo período de 2017 - representando um total de 118.5 mil toneladas.

 

Por outro lado, a queda nas reservas globais de soja levaram ao aumento de cotações das commodities agrícolas, ocasionando o natural ‘estreitamento’ das margens de lucro dos produtores.

 

No contexto em que se demanda aumento de produção e de operações de commodities, o investimento em máquinas, equipamentos e soluções para redução de custos produtivos é premente. O diretor industrial da Korth, Nelson Margarido, opina:

 

“No presente cenário, o investimento em tecnologia, máquinas e insumos é fundamental. O produtor precisa extrair o máximo do seu rendimento na produção e colheita. Como? Com tecnologia e redução de custos produtivos”.

 

Neste contexto, associados à redução de juros do Plano Safra, observa-se, já, um incremento nas vendas do setor. A Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (ANFAVEA) estima um crescimento de 3,7% até o final do ano.

Margarido concorda. Ele aponta um aumento importante na busca e aquisição do Korth Guardian, o mais completo sistema de controle de gastos com combustível em campo, neste ano. “Sendo um dos principais formadores dos custos de produção no agronegócio, o controle de combustível é uma ferramenta fundamental para aumentar as margens de lucro do negócio. A adoção desse sistema causa pouco impacto na operação e estima-se um pay-back do investimento entre 8 e 10 meses. Através das ferramentas do sistema, normalmente se alcança economia de 5% nos gastos com combustíveis - podendo chegar a 15% em casos mais extremos - de forma precisa e segura. São números como este que representarão, no final da safra, o lucro do produtor”, finaliza.

Quer saber mais sobre como economizar combustível na sua frota? Conheça o Korth Guardian. Entre em contato conosco:

(16) 3416-1326

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Compartilhe esse post

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to Twitter


O sistema é o único do mercado com preço fechado. Ou seja, sua empresa investe apenas uma vez garantindo retorno rápido e qualidade

É bastante comum empresas serem surpreendidas por mensalidades e taxas de atualização constantes de aplicativos de gestão e controle contratados.

Com o Korth Guardian é diferente. O mais completo sistema de controle de abastecimento de campo ou pista da América Latina, composto de software e equipamentos de automação, é o único do mercado nacional com custo fechado.

O que isso quer dizer?

Que a sua empresa investe apenas uma vez no produto, sabendo exatamente o quanto vai gastar com o projeto e determinando precisamente o tempo de payback. O diretor industrial da Korth, Nelson Margarido, fala sobre o diferencial:

“O que oferecemos ao nosso cliente é a chance de calcular o custo real da automação do processo. Isso é uma novidade no mercado, pois todos os sistemas similares cobram mensalidades e/ou pela atualização dos softwares, deixando o empresário inseguro sobre o investimento ”.

E os benefícios do Korth Guardian não param por aí. Atualização constante do sistema, disponibilidade de produtos para quaisquer perfis de operações, facilidade na operação e utilização da tecnologia Rfid são somente algumas das vantagens. Destacam-se também, os aplicativos de apoio, como o Korth Bridge, Configurador e Gerenciador que podem ser adquiridos no Google Play sem custo adicional.

Converse com um de nossos consultores e conheça mais sobre o Korth Guardian:

(16) 3416-1326

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Compartilhe esse post

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to Twitter


Acontecerá de 11 a 13 de Abril em Santa Rita do Passa Quatro, Região de Ribeirão Preto (SP), a EXPOFOREST.

A Expoforest é a única Feira única feira florestal dinâmica da América Latina que apresenta tecnologias voltadas à produção de madeira proveniente de florestas plantadas. Com o passar das edições e com o crescimento da feira, ela se tornou, em 2014, a maior feira florestal das Américas.

Esta inovação em eventos florestais da América Latina garantiu aos visitantes a possibilidade de ver máquinas e equipamentos em operação. Uma experiência única, que proporciona ao visitante a verdadeira sensação extrema da realidade das florestas plantadas no Brasil.

Em 2018 serão mais de 250 expositores, 4km de trilhas e mais de 25.000 participantes.

Nos últimos anos, o Brasil atraiu investimentos internacionais para o setor, abrindo novas fronteiras florestais e ganhando em escala com o aprimoramento de técnicas, usos de novas tecnologias e investimentos em pesquisas. A Korth marcará presença neste evento de tamanha importância para o setor florestal Brasileiro.

EXPOFOREST 2018

De 11 a 13 de Abril

Santa Rita do Passa Quatro/ SP

Expoforest

Compartilhe esse post

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to Twitter


Estudo realizado pelo Jornal Folha de São Paulo com base em dados disponibilizados por 9 estados sobre crimes contra patrimônios (2017).

É certo que não se deve justificar o aumento da criminalidade somente por questões econômicas, já que as políticas de segurança brasileiras tem urgências históricas. Porém, o aumento da escala de roubos, apontam especialistas, é um dos efeitos diretos do alto índice desemprego do país, que atingiu a marca de 12,2% em out. de 2017 (Pnad Contínua/IBGE)

Embora os holofotes estejam todos voltados para o Rio de Janeiro, um dos estados mais impactados pela crise econômica e de governos, a situação se repete em todo o país. Em Campinas (SP), por exemplo, o número de ocorrências cresceu 19% entre 2013 e 2017.

E todas as áreas produtivas sofrem impactos. O aumento do número de roubo de cargas, por exemplo, fez transportadoras criarem a chamada Taxa de Emergência Excepcional (EMEX), onerando toda uma cadeia produtiva.

E as operações agrícolas não fogem à regra. Reportagem veiculada na edição de 3 de março do Jornal Nacional, aponta que produtores rurais, devido ao aumento de assaltos violentos, vêm desviando recursos destinados à produção para investimento em segurança no campo.

Neste contexto, o combustível - ‘ouro líquido’ da produção agroindustrial - torna-se ainda mais visado, principalmente em operações desprotegidas, que se utilizam de métodos não profissionais para o controle de abastecimentos.

Para o diretor industrial da Korth, Nelson Margarido, o combustível é ‘prato cheio’ desvios, roubos e comércio ilegal. “Se empresa não se utilizar de soluções completas e eficazes para o controle de gastos com combustíveis, certamente os desvios acontecem”. Ele lembra que, mesmo sem qualquer cenário de crise, o desvio de combustíveis em operações de campo e pista no Brasil é de cerca de 3%.

“Em um momento de desemprego, dificuldades econômicas, esse número tende a crescer”, opina.

O Korth Guardian é a ferramenta de controle de abastecimento mais completa do mercado. Composta de software e de equipamentos de automação de bombas e tanques, permite o total controle de uso de combustíveis em operações.

Quer saber mais? Entre em contato com a Korth:

(16) 3416-1326

Compartilhe esse post

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to Twitter


O evento tecnológico acontece dia 16 de março e traz novidades para o setor Açúcar e Álcool

O Grupo de Tecnologia das Usinas de Açúcar, Etanol e Energia (GATUA), realizará seu 14º Congresso no dia 16 de março de 2018, em Ribeirão Preto/ SP.

O evento tem como objetivo central o fortalecimento das usinas de cana de açúcar, apresentando as tendências mais inovadoras do mercado de TI para atender as demandas do setor sucroenergético.

A Korth RFID marca presença em mais um ano do Congresso, trocando experiências, oferecendo novidades e expandindo negócios, contribuindo para o aquecimento da economia do segmento em que atua.

O Grupo de Tecnologia das Usinas de Açúcar, Etanol e Energia – GATUA foi criado em outubro de 2003 com o objetivo de auxiliar nas soluções que envolvam Tecnologia da Informação nas usinas.

O GATUA, que tem como missão ser “um espaço para a soma das experiências e o compartilhamento dos conhecimentos”. É um grupo sem fins lucrativos, divide-se em GATUA Norte e GATUA Sul.

O GATUA Norte é composto pelas unidades sucroalcooleiras do nordeste e do norte do País, o GATUA Sul é composto pelas unidades do centro-oeste e sudeste e sul.

Quer saber mais sobre este evento? Acesse o Facebook da GATUA

Siga a Korth e confira novidades da empresa:

Facebook da KORTH

Blog da KORTH

Compartilhe esse post

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to Twitter